Tudo sobre pressão alta na gravidez

Tudo sobre pressão alta na gravidez

.. comentário


Algumas mulheres na gravidez podem ter pressão alta, o que significa que não estão dentro dos padrões normais de pressão arterial. Uma pressão arterial normal estará dentro de 120/70, quando eleva desses intervalos é possível que tenha uma pré-hipertensão e quando ultrapassa os 140/90, é quando se fala de hipertensão.

Quando uma grávida tem pressão alta, pode estar em perigo de contrair pré-eclâmpsia, que é o prelúdio para a eclâmpsia, que esta última inclusive, pode ser fatal. Por essa razão, conheça tudo sobre a pressão alta na gravidez.

Danos que a pressão alta pode causar na grávida

A pressão alta durante a gravidez representa riscos para a saúde da futura mãe e para o seu bebê em desenvolvimento:
Tudo sobre pressão alta na gravidez
O fluxo de sangue da placenta diminui: Reduz o fornecimento de oxigênio e nutrientes para o bebê, o que reduz o crescimento do bebê e aumenta o risco de baixo peso ao nascer.
Descolamento placentário: Essa condição conduz à separação da placenta do útero prematuramente, privando o bebê de oxigênio e causando sangramento intenso na mãe.
Parto prematuro: Pode conduzir a um parto prematuro devido a complicações potenciais que ameaçam a vida.
Enfermidade cardiovascular futura: As grávidas que desenvolvem pré-eclâmpsia têm um maior risco de desenvolver enfermidades cardiovasculares mais tarde na vida, apesar do fato de que a pressão arterial volta ao normal após o parto.

Tipos de pressão alta durante a gravidez

A pressão arterial pode estar presente durante a gravidez ou logo após e ocorre em diferentes etapas. A seguir estão os tipos de pressão arterial durante a gravidez:

Hipertensão crônica ou pressão arterial alta pré-existente é a presença de pressão arterial alta antes das 20 semanas de gravidez. Ocorre em grávidas que podem ter desenvolvido pressão alta antes de engravidar. Com esta condição, a pressão arterial permanece alta inclusive depois da concepção.
Hipertensão gestacional é o desenvolvimento de pressão alta depois das 20 semanas de gravidez. Esta é a pressão alta que se desenvolve apenas durante a gravidez. Nesta etapa da gravidez, a hipertensão gestacional não costuma ser um grande problema, embora a grávida seja encaminhada ao hospital para atendimento especializado.
Pré-eclâmpsia é caracterizada pela presença de uma grande quantidade de proteínas na urina e pressão arterial alta depois das 20 semanas de gravidez. A pré-eclâmpsia pode causar complicações graves tanto na mãe como no bebê, se não for tratada.

Sintomas de pressão alta na gravidez

Tudo sobre pressão alta na gravidez
Existem alguns sinais de que você pode ter pré-eclâmpsia e se for esse o caso, deverá tratá-la imediatamente para ajustar a pressão arterial e evitar que existam problemas mais perigosos. Alguns desses sinais são:

– Alterações na visão, por exemplo, visão turva, sensibilidade à luz, luzes intermitentes e perda de visão.
– Dores de cabeça persistentes.
– Dor abdominal superior.
– Aumento abrupto no peso, normalmente mais de 2 ou 3 quilos por semana.

Se você acredita que pode ter pré-eclâmpsia e o seu bebé não está completamente desenvolvido, é necessário que se deite sobre seu lado esquerdo para que o peso do seu bebê não afete os seus vasos sanguíneos. Você terá que ir ao médico com freqüência, não consumir quase nenhum sal, beber muita água durante o dia e incluir proteínas em sua dieta diária. Também é importante que você comece a comer melhor e evitar food truck. Mova-se e levante as pernas sempre que tiver a oportunidade de fazê-lo.