Corrimento marrom na gravidez: causas, tratamento e mais!

Corrimento marrom na gravidez: causas, tratamento e mais!

.. comentário

Ter um pouco de corrimento marrom na gravidez é comum, não sendo um motivo de grande preocupação, no entanto, é necessário estar atenta porque pode indicar a presença de alguma infecção, alterações de pH vaginal ou dilatação do colo do útero.

O corrimento vaginal claro, em pouca quantidade e consistência gelatinosa é mais comum no início da gravidez, sendo menos preocupante, mas o corrimento muito escuro, com um odor forte pode indicar alterações mais graves.

Em qualquer caso, o obstetra deve ser informado para que ele possa realizar testes para identificar o que está causando este sintoma e iniciar o tratamento o mais rápido possível.

Causas do corrimento marrom na gravidez

Pequenas mudanças no pH da região genital de uma mulher podem causar um corrimento marrom em pequena quantidade, não sendo uma grande preocupação. Neste caso, o corrimento vem em pequena quantidade e dura de 2 a 3 dias, desaparecendo naturalmente.

Também é comum que a grávida observe um pequeno corrimento marrom que pode conter um pouco de sangue, depois de fazer algum esforço físico, como por exemplo ir a academia, subir escadas com as bolsas do mercado ou fazer as tarefas domésticas pesadas.
Corrimento marrom na gravidez: causas, tratamento e mais!
Mas se o corrimento marrom escuro for acompanhado de mau cheiro, ardor e coceira vaginal, pode significar alterações mais graves como:

– Infecções, já que a mulher grávida é mais propensa a contrair enfermidades sexualmente transmissíveis;
– Risco de aborto;
– Gravidez ectópica;
– Infecção do colo do útero.

O corrimento escuro em grande quantidade, associado a perda de sangue, aumenta o risco de complicações, como parto prematuro ou ruptura da placenta. Portanto, é importante sempre procurar aconselhamento médico em caso de corrimento na gravidez, mesmo que for em pequenas quantidades.

Quando o corrimento marrom na gravidez é normal?

Pequenas manchas de corrimento marrom com consistência mais aquosa ou gelatinosa são comuns, especialmente no início da gestação. Também é normal ter um pouco de corrimento escuro depois de ter relações sexuais, mas se perceber que o corrimento vaginal não tem essas características, deve ir ao médico.

Outros sintomas que não devem ser ignorados é a presença de coceira vaginal, mau cheiro e cólicas. Estes sinais nem sempre indicam algo grave, mas é bom tomar precauções e informar o médico.

O corrimento marrom escuro tipo borra de café no final da gravidez pode ser uma perda de sangue e deve ser comunicado imediatamente ao obstetra. Se é um corrimento marrom claro e abundante, com algumas estrias de sangue, não deve se preocupar muito, porque pode ser o tampão mucoso indicando que o parto está chegando.

Tratamento para corrimento marrom na gravidez

O tratamento pode ser feito com medicamentos antifúngicos quando a causa do corrimento vaginal é uma candidíase ou de antibióticos no caso de DSTs. Mas quando o corrimento não está relacionado a nenhuma doença, o tratamento pode ser simplesmente manter repouso e evitar esforços físicos.

De qualquer forma, você deve tomar alguns cuidados diários para evitar o aparecimento de corrimento vaginal, estes são:

– Evite o uso de sabonetes com creme hidratante, antibacteriano e antifúngico;
– Use sabonete íntimo indicado pelo ginecologista;
– A roupa íntima deve ser leve, não apertar e de algodão;
– Evite usar amaciadores ou cloro em roupas íntimas;
– Lave a roupa interior com água e sabão neutro;
– Evite o uso de protetores diários;
– Evite lavar a região genital mais de 2 vezes por dia, já que pode diminuir a proteção natural da mucosa dessa região.

Esses cuidados podem ajudar a prevenir infecções e com isso, diminuir as possibilidades de que surja corrimento vaginal durante a gravidez.
Corrimento marrom na gravidez: causas, tratamento e mais!

O corrimento marrom pode indicar gravidez?

O corrimento marrom escuro pode ser gravidez, mas nem sempre significa isso, já que em algumas mulheres, às vezes surge um fluxo maior de sangue antes ou nos últimos dias da menstruação. Em alguns casos, o fluxo pode diminuir nos últimos dias da menstruação, fazendo com que o sangue se concentre mais e fique mais escuro.

Se a menstruação está atrasada, o surgimento do fluxo escuro pode ser devido a uma descamação do tecido endometrial, que cobre internamente o útero. Por isso, a avaliação médica é essencial para que os exames necessários sejam realizados, pois nem sempre a menstruação atrasada e a secreção escura são sinais de gravidez.