Mulheres com câncer de mama podem amamentar?

Mulheres com câncer de mama podem amamentar?

.. comentário


Qualquer doença crônica que ocorra durante ou após a gravidez pode condicionar uma prática normal de amamentação. E uma das grandes dúvidas que surgem em torno deste tema é saber o que acontece com o câncer de mama e a amamentação. Então a grande pergunta é, mulheres com câncer de mama podem amamentar?

Mulheres com câncer de mama podem amamentar?

Você pode ter câncer de mama e amamentar o seu bebê, mas há vários aspectos que devem ser considerados, já que tudo depende de cada situação. Quando é feita uma mastectomia (remoção da mama), não há produção de leite, mas se uma mama foi preservada e está saudável, pode amamentar perfeitamente o bebê.

Na gravidez e na lactação, o câncer de mama é tratado da mesma maneira que em outros períodos, mas durante a gravidez não é recomendado o uso de radioterapia, o tratamento variará de acordo com o mês de gestação.

Se o câncer for detectado durante a amamentação e for preciso fazer um tratamento de cirurgia, quimioterapia ou radioterapia, a amamentação tem que ser interrompida. Por outro lado, geralmente é normal que durante o período de lactação a produção de leite seja menor devido à luta do corpo contra a doença.

Quando não amamentar e quando sim!

Se o câncer foi detectado antes do nascimento do bebê ou se você já está fazendo um tratamento de quimioterapia ou tamoxifeno, você não deve amamentar. Por outro lado, se uma mulher teve câncer de mama e não há evidências de que haja vestígios da doença, ela pode amamentar o bebê normalmente.

É importante saber que as células cancerosas não são transmitidas ao bebê quando ele se alimenta do leite materno. Além disso, ter passado por um câncer de mama não representa nenhum risco para o bebê e amamentar não é motivo para que a doença ressurja.

Se te foi detectado um câncer de mama enquanto está amamentando, você deve saber que deverá adiar uma possível cirurgia ou tratamento para continuar com a amamentação e isso pode significar um grande risco para a sua vida. Lembre-se: cada situação é única, mas ter tido ou ter câncer de mama não é motivo para não amamentar.