6 mitos sobre as tintas de cabelo

6 mitos sobre as tintas de cabelo

.. comentário


A alguns anos atrás, o mundo dos cabeleireiros em geral mudou bastante e como vemos a maioria dos resultados foi uma mudança para melhor. Antes era usado apenas mechas simples e hoje há uma série de novos termos relacionados as tintas de cabelo.

No entanto, algo que não muda são os mitos em torno do mundo sobre as tintas de cabelo. Certamente você já ouviu mais de um e talvez alguns dos que vamos falar aqui. Bom, aqui você vai ler tanto mitos verdadeiros como falsos. Quer saber quais são? Continue lendo nosso post e descubra 6 mitos sobre as tintas de cabelo.

1. Não há diferença entre as tintas

Este mito é falso. Nem todas as tintas são iguais já que podemos dizer que existem 3 tipos de coloração diferente e cada uma delas depende da duração dos resultados. São as seguintes:

Tom sobre tom: As moléculas de cor se adere completamente ao cabelo, mas apenas exteriormente, dando-lhe cor.
Semipermanente: Se contém amoníaco é em quantidades muito baixas. Penetra na área superficial do cabelo e altera a sua estrutura de forma mais leve. Podemos dizer que é o que se conhece popularmente como “reflexo” de cor.
Permanente: É a que contém amoníaco ou um substituto que penetra no interior da fibra capilar, removendo a cor natural do cabelo (melanina). Mediante esta coloração, a cor se fixa permanentemente ao cabelo.

2. Não há nada que prolongue a duração da cor

Esse mito, assim como o primeiro também é falso. Existem muitos produtos cujo objetivo é revitalizar a cor e mantê-la. Por quê? Porque um cabelo saudável, sem pontas duplas e com fibra capilar fechada sem porosidades é mais fácil da cor não escapar. E o que esses produtos conseguem é exatamente isso: manter o cabelo saudável e sem porosidades.

3. As tintas naturais são tão boas como as comuns

É outro mito falso, infelizmente. Embora uma tinta natural cuide muito mais da fibra capilar, já que não a danifica em absoluto, porém o resultado não é o mesmo. O poder da coloração de uma tinta natural é muito mais inferior do que de uma tinta de cabelo com amoníaco. São muito adequadas para colorações suaves cujo o objetivo não é escurecer ou clarear o tom do cabelo mais do que dois ou três tons.

4. O loiro é o tom que melhor camufla os cabelos brancos

Certamente você já ouviu essa afirmação mais de uma vez. E é verdade! O loiro, por ser um tom claro, é o que melhor camufla os cabelos brancos. Além disso, é o tom mais escolhido entre as mulheres. Normalmente, geralmente em torno dos 30 anos é quando mais começam a pedi-lo nos salões de beleza de todo o mundo. E quando a idade ascende aos 45-50 anos, tem uma percentagem de 94% dos adeptos que preferem esse tom em seu cabelo. Os cabelos brancos, obviamente, têm muito a ver com esta decisão.

5. Existem tintas 100% naturais

Outro mito falso. Não há uma única tinta que não contenha algum produto químico em sua composição. Exceto a henna, que embora seja 100% natural, sua variedade de cores são bastante limitadas e desaparece após algumas lavagens.

6. A tinta se adere melhor com o cabelo sujo

Este mito é verdadeiro! Os óleos naturais do cabelo fazem com que a tintura de cabelo que estamos aplicando possa se aderir melhor à fibra capilar. Outro ponto favorável de não lavar o cabelo uns 2 dias antes é que o couro cabeludo não está tão exposto a possíveis agressões e irritações que podem provocar a tinta.

Esperamos que estes mitos, tanto falsos como verdadeiros tenha esclarecido um pouco esse mundo da coloração.