Tudo sobre anomalia congênita

Tudo sobre anomalia congênita

.. comentário

Uma anomalia congênita é um distúrbio que geralmente é hereditário e ocorre durante o nascimento ou antes do mesmo. Podem ser produzidos por uma alteração que surge durante o desenvolvimento embrionário, o parto, ou por um defeito hereditário.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) informou que cerca de 270.000 crianças morrem em todo o mundo devido a anomalias congênitas, sendo as mais comuns:

– Problemas cardíacos
– Espinha bífida
– Lábio leporino
– Síndrome de Down

Atualmente, existem múltiplos tipos de anomalias congênitas, mas as mais comuns são de origem multifatorial ou poligênica, presentes em 65% dos casos. As anomalias de origem cromossômicas 10% se detectam durante a gravidez, sendo a mais frequente a síndrome de Down e a síndrome de Edwards ou a síndrome de Patau as menos habituais.

Importância dos controles ginecológicos

Especialistas recomendam que as gestantes sejam controladas por seu médico de confiança, mas além de consultas ao ginecologista é necessário uma série de exames e testes que o médico considera vitais para o correto acompanhamento da gravidez, entre eles o teste de rastreamento do primeiro trimestre. Dependendo dos resultados deste e considerando anormalidades cromossômicas em gestações anteriores, a idade da mãe, o nível socioeconômico, o tipo de alimentação que a mãe tem e os hábitos em sua vida, é possível que o médico precise realizar uma amniocentese .

O teste de rastreio

É um teste inofensivo, mas com um alto nível de eficácia e é oferecido independentemente da idade da mãe. Isto é feito através de um exame de sangue na mulher grávida, entre a semana 8 e 10 de gestação. Através disso, dois valores são estudados:

É um teste seguro, com uma eficiência altíssima, que é oferecida independentemente da idade da mãe. É realizado mediante uma análise de sangue da grávida (entre as semanas 8 e 10 de gestação) e dois valores são estudados: a fração beta do hormônio hCG e a proteína placentária associada a gravidez (PAPP-A).

Como evitar essas anomalias?

Embora seja verdade que existem anomalias que são irremediáveis, também é verdade que existem aquelas que podem ser reduzidas levando em consideração as diretrizes preventivas apropriadas:

– A supervisão médica durante a gravidez é essencial para descartar, detectar ou tratar problemas de saúde que representem algum risco para o feto.
– Também é importante que a mãe mantenha uma dieta balanceada que forneça os nutrientes necessários (ácido fólico, cálcio, ferro, entre outros).
– Além disso, é necessário erradicar do dia a dia substâncias nocivas como o álcool e o tabaco.

Estas são as razões pelas quais é realmente importante que a mãe faça testes pré-natais.