Câncer na gravidez. É possível o tratamento não afetar o bebê?

Câncer na gravidez. É possível o tratamento não afetar o bebê?

.. comentário cancer na gravidez


O câncer pode afetar qualquer pessoa. É uma doença que não faz distinção de raça, credo ou religião. Infelizmente muitas mulheres descobrem que estão enfermas durante a gravidez. A pergunta é… Câncer na gravidez. É possível o tratamento não afetar o bebê? Descubra abaixo.

Câncer na gravidez

Como é diagnosticado o câncer durante a gravidez?

Quando o médico suspeita que a grávida possa sofrer de câncer, a primeira coisa que faz é pedir para realizar diferentes tipos de exames. Normalmente, o médico realiza provas mediante um Papanicolau para detectar o câncer do colo do útero, ultrassom para saber se tem câncer de ovário e outros tipos de exames que não afetem o bebê e os resultados sejam conclusivos para saber quais são os passos a seguir.

Que tipo de tratamento é feito?

O tratamento que é realizado durante o câncer pode chegar a ser muito complexo, pois depende do tipo de câncer, da idade do bebê e a data para planejar qual será a cura e garantir também que a criança cresça adequadamente.

Câncer na gravidez. É possível o tratamento não afetar o bebê?

Os tratamentos se adaptam a cada mulher e podem incluir cirurgia, quimioterapia e, em casos especiais (que são os mínimos), radioterapia. Alguns tratamentos para o câncer podem prejudicar o feto, especialmente durante os primeiros 3 meses de gravidez, o chamado primeiro trimestre. Isto é, quando se desenvolve a estrutura do corpo do bebê e órgãos.

Às vezes o tratamento do câncer pode atrasar até mais tarde na gravidez, durante o segundo ou terceiro trimestre. Inclusive em muitas ocasiões pode chegar a esperar até que a criança nasça ou o médico decida induzir o parto.

Quais são os efeitos do tratamento contra o câncer no recém-nascido?

Atualmente, graças aos avanços médicos, não se conhecem efeitos negativos sobre o feto na quimioterapia. No entanto, como escrito acima, no caso de um bebê de 12 semanas ou menos, pode ter alguns defeitos de nascimento ou pode causar o aborto. Apesar disso, em todos os casos, tem mostrado que as crianças podem ter uma vida completamente normal sem ter consequências pelo tratamento que suas mães receberam.

Câncer na gravidez. É possível o tratamento não afetar o bebê?

Quanto à terapia de feixe, esta é prejudicial durante o primeiro trimestre e, dependendo da quantidade de raios que se aplicam, também pode ser perigosa durante o segundo e o terceiro trimestre. Este tratamento é recomendado para as mulheres grávidas que têm câncer em áreas longe do ventre.

Felizmente, graças aos avanços da medicina, é possível receber um tratamento contra o câncer durante a gravidez e obter na maioria dos casos a cura total.