Tudo sobre sexo na gravidez

Tudo sobre sexo na gravidez

.. comentário

Posso fazer sexo na gravidez? Essa é uma dúvida muito comum entre as grávidas. A maioria das mulheres com uma gravidez normal pode continuar tendo relações sexuais até pouco tempo antes de dar a luz.

No entanto, existem algumas circunstâncias especiais em que você precisaria modificar a atividade sexual ou suspendê-la completamente. O seu médico irá orientá-la se precisar evitar as relações sexuais temporariamente ou até mesmo se abster completamente durante o resto da sua gravidez.

Tudo sobre sexo na gravidez

O sexo na gravidez pode machucar o bebê?

Não, o bebê não sofre nenhum dano quando uma grávida faz sexo. O colo do útero é selado por uma grossa membrana mucosa que o protege contra infecções. O pênis não alcança além da vagina, portanto não alcançará o bebê.

O sexo na gravidez pode adiantar um parto?

Não, se a sua gravidez é normal e de baixo risco. A estimulação sexual ou o orgasmo não causam trabalho de parto ou aborto. E embora o orgasmo possa causar leves contrações do útero, geralmente não são prejudiciais e também são temporárias. As substâncias encontradas no sêmen chamadas prostaglandinas e a estimulação dos mamilos também podem causar esse tipo de contração.

Vou sentir o mesmo agora que estou grávida?

Muitas mulheres asseguram que as relações sexuais mudam com a gravidez. Para algumas, é ainda mais prazeroso, pelo menos algumas vezes. Enquanto outras acham menos prazeroso durante alguns meses ou inclusive durante toda a gravidez.

O que acontece é o seguinte. A pélvis tem mais fluxo sanguíneo durante a gravidez, o que pode causar inchaço dos genitais e aumentar a sensação de prazer. Além disso, tem mais fluxo vaginal e umidade durante a gravidez, o que também pode ser uma vantagem.
Tudo sobre sexo na gravidez
Por outro lado, talvez essas mudanças não te caem bem e você sinta que esse mesmo inchaço te produz uma sensação desconfortável. Algumas mulheres também sentem cólicas (como as da menstruação) durante ou logo após o sexo ou de um orgasmo.

É possível que seus seios fiquem hipersensíveis e doam ao toque, especialmente durante o primeiro trimestre. Essa sensibilidade geralmente diminui com o passar dos meses, mas muitas vezes os seios ainda ficam mais sensíveis que o normal. Algumas mulheres acham esta sensação agradável, enquanto outras não.

Se algo for desconfortável, diga ao seu parceiro, mesmo que seja algo que sempre fizeram antes. Se você perceber que sente desejo sexual, mas não gosta da penetração, considere outras atividades eróticas que não exijam penetração, como o sexo oral, se satisfaça manualmente ou se masturbe.

E lembre-se que a intimidade física vai muito além do sexo. Se você não sente vontade de fazer sexo ou seu médico a proibiu, pode beijar, abraçar, acariciar e sentir-se unidos através dessa proximidade física e emocional.

Desde que engravidei, não tenho vontade de fazer sexo. É normal?

Existe uma ampla gama de experiências individuais em relação ao desejo sexual durante a gravidez. Algumas mulheres sentem um desejo muito mais intenso quando estão grávidas, enquanto outras não ficam muito interessadas em sexo. Muitas mulheres sentem que seu apetite sexual flutua, dependendo talvez de como elas se sentem fisicamente e emocionalmente.

Talvez você esteja muito cansada, indisposta ou irritada para fazer sexo, especialmente durante o primeiro trimestre. É muito comum sentir-se oprimida pelas mudanças emocionais e físicas que você está vivenciando. Mas não desanime. No segundo trimestre, em geral, o desejo sexual aumenta, uma vez que a náusea e o cansaço vão estabilizando.

No entanto, muitas vezes o desejo diminui novamente no terceiro trimestre, especialmente nos últimos dois meses antes do parto. Neste momento talvez você já esteja muito grande, dolorida ou cansada para fazer sexo confortavelmente. Pode ser que não se sinta confortável com a aparência do seu corpo ou pode estar preocupada com o parto, que já está muito próximo.

Explique ao seu parceiro como você se sente e assegure-lhe que você ainda o ama. É crucial manter uma boa comunicação e apoiar uns aos outros à medida que passam juntos por todas essas mudanças.

O sexo anal é proibido durante a gravidez?

O sexo anal na gravidez não é proibido, mas merece cuidado redobrado porque aumenta o risco de infecções. Portanto, o indicado é sempre usar preservativo e lubrificante.

Quais são as posições mais confortáveis?

Talvez você tenha que experimentar um pouco de posições diferentes para encontrar as que são melhores para você. Encontrar uma posição confortável torna-se mais difícil à medida que sua barriga cresce.
Tudo sobre sexo na gravidez
Por exemplo, a posição do missionário (com o homem na parte superior) é mais difícil na medida que a gravidez avança e quase impossível no fim da gravidez. (Se você usar esta posição após o primeiro trimestre, o seu parceiro não deve apoiar-se em seu abdômen com todo o seu peso.

A gravidez dá a alguns casais a oportunidade de se tornarem criativos e provarem novas posições. Aqui estão algumas das mais confortáveis e alguns truques para fazer sexo, enquanto estiver grávida. Aproveite!

Você manda. Assim, não haverá peso sobre seu abdômen e você poderá controlar a profundidade da penetração.
Cavalgar. Peça ao seu parceiro que se sente em uma cadeira (resistente) e sente-se nele. Esta posição também não coloca peso sobre o útero.
De lado. Deite-se de lado, com o seu parceiro atrás de você. Assim a penetração é superficial, o que às vezes é apreciado, porque, já que a medida em que a gravidez avança uma penetração muito profunda pode ser desconfortável.
Sentada. Aproveite a cama. Se você se sentar na beira da cama, com os joelhos dobrados e os pés apoiados na borda da cama, sua barriga não será um obstáculo. Seu parceiro pode se ajoelhar na beira da cama ou ficar na sua frente.
De quatro. Coloque-se “de quatro”, apoiando-se sobre as mãos e os joelhos. Seu parceiro pode se ajoelhar e penetrar por trás.

Não se preocupe. Com um pouco de criatividade, você certamente encontrará uma maneira de continuar desfrutando da relação sexual na gravidez.