O forte vínculo entre mãe e filho tem uma explicação científica

O forte vínculo entre mãe e filho tem uma explicação científica

.. comentário


Não é raro ouvir uma mãe dizer que o amor que sente por seu filho é incondicional e inigualável. O forte vínculo entre mãe e filho é dado desde o primeiro momento e se você quer saber por que isso acontece, há uma razão científica que o revela. O forte vínculo entre mãe e filho tem uma explicação científica, confira abaixo.

O forte vínculo entre mãe e filho tem uma explicação científica

Amor inigualável

Alguns pesquisadores publicaram um estudo no “Journal of Social Cognitive and Affective Neuroscience” sobre os motivos que fazem com que o vínculo entre mãe e filho seja tão forte. Os cientistas usaram imagens cerebrais para examinar as mães e seus filhos, especificamente os caminhos neurais subjacentes à empatia. Os participantes foram convidados a pensar em uma situação difícil e logo depois a imaginar um membro da família na mesma situação.

As mães experimentaram uma “superposição elevada de si mesma”, ou seja, quando imaginavam seus filhos em situações angustiantes, seus cérebros apresentavam reações que eram quase idênticas à angústia que se imaginavam. Os resultados demonstraram o que as mães disseram há muito tempo: “Você nunca entenderá o quanto eu te amo até que tenha seu próprio filho”.

No entanto, algumas exceções foram encontradas. Por exemplo, descobriu-se que uma mãe com tendência narcisista não teve a mesma reação. Os narcisistas têm uma dificuldade extrema em sentir empatia com outras pessoas ou sentir apego, então faz sentido que aqueles que não sentem empatia não mostrem as mesmas vias neurais que aqueles que sentem. Em outras palavras, imaginar outra pessoa em uma situação angustiante não é particularmente irritante para eles.

Em relação ao resultado, os autores do estudo explicaram: “As mães têm um desejo inato de dar sentido e responder aos sentimentos e comportamentos de seus filhos ao longo da vida. Este sentimento materno tem profundas bases evolutivas a nível neuronal, cumprem a função de protetor de sua própria descendência”.

A coisa surpreendente sobre o estudo é que os pesquisadores também descobriram que os filhos experimentaram empatia por suas mães, dependendo da força de suas relações. De fato, quanto mais perto for o vínculo entre a mãe e sua família, maior é a capacidade de empatia dos filhos.

“Você nunca saberá o que é ser mãe até que seja”, uma frase que é melhor compreendida do que nunca depois de ler esta pesquisa.