Entenda a regressão do sono do bebê aos 4 meses

Entenda a regressão do sono do bebê aos 4 meses

.. comentário

É possível que se o seu bebê tem três meses, você já trabalhou a rotina do sono dele e imagina que tudo está alcançado se o bebê estiver dormindo bem. Mas nos quatro meses há uma regressão do sono e tudo pode mudar. Mas não se preocupe, porque se você souber do que se trata, será capaz de lidar bem com a situação.

Se já sobreviveu aos três primeiros meses de vida do seu bebê e já sabe quando e como deve alimentá-lo, é possível que tenha começado a dormir por períodos mais longos durante a noite. Mas, de repente, aos quatro ou até cinco meses, o padrão de sono do bebê começará a mudar. É possível que ninguém tenha te avisado sobre isso. Por isso, continue lendo esse post e entenda a regressão do sono do bebê aos 4 meses.

Isso é algo comum e tem que acontecer. Para alguns bebês é uma etapa muito breve e os pais dificilmente notará, mas para outros bebês é uma fase muito difícil já que é marcada por choros constante, por despertares noturnos freqüentes e até mesmo por cochilos interrompidos ou muito mais curtos.

Regressão do sono do bebê aos 4 meses

A regressão do sono aos quatro meses do bebê marca uma mudança permanente em seus hábitos de sono. Na verdade, não deveria chamar regressão, já que é como uma progressão em seu desenvolvimento. Mas o que acontece é que seus padrões de sono são alterados. Isso ocorre porque o cérebro do bebê está começando a amadurecer e começa a dormir um pouco como os adultos e passa mais tempo em um estado de sono profundo e tranquilo.

Os adultos entram na fase do sono, conhecida como fase REM, que é a fase mais profunda do sono. Os bebês têm ciclos de sono mais curtos do que os adultos, são ciclos de cerca de 45 a 60 minutos, o que significa que devem se mover ou acordar depois de 45 minutos de ter dormido durante a noite.

Fatores ligados à regressão do sono

Entenda a regressão do sono do bebê aos 4 meses
Necessitam de padrões para adormecer

O começo da noite, é quando tem um sono mais profundo, depois passará a um sono leve e por último a outro profundo. Se um bebê é ajudado a dormir com o balanço, alimentação ou outros métodos, quando ele acordar no meio da noite, precisará do mesmo padrão para poder voltar a dormir.

Sono leve

Além disso, os bebês têm um sono mais leve entre as 4 e as 6 da manhã, por isso é possível que acorde cedo e não queira voltar a dormir. Isso pode fazer com que ambos tenham que passar por um sono interrompido a altas horas da madrugada.

Se move mais

Nas idades de 4 a 6 meses, os bebês têm maior mobilidade e começam a ter distúrbios do sono devido a esse movimento. É possível que estejam aprendendo a se ajoelhar ou ficar de pé na cama e queira praticar esses movimentos para aperfeiçoá-los.

Tem fome ou está muito exausto

Se está passando por uma crise de crescimento, pode ficar irritado muitas vezes e querer comer mais assiduamente. Também ganhará peso em 48 horas. Isso também pode atrapalhar os padrões de sono, já que se sentirá mais faminto e mais nervoso do que o habitual.

O cansaço excessivo pode ser causado por uma superestimulação para manter o bebê acordado entre cochilos e isso pode piorar as regressões do sono. Se um bebê entra em um estado de exaustão, é mais difícil para ele adormecer e permanecer dormindo. Isso ocorre porque o corpo produz cortisol e adrenalina para permanecer ativo e alerta quando aparece muita fadiga. Isso pode causar um círculo vicioso e que o bebê fique muito cansado para dormir.


  • regressão do sono bebe